. Uma História . Vocabulário . Técnicas . Cuidados


Algumas Técnicas de Patchwork mais conhecidas

APLICAÇÃO – “Appliqué” palavra francesa que significa aplicado. Consiste simplesmente por um pedaço de tecido, que pode ter um formato definido, sobre outro preso por pontos à máquina ou à mão. Os desenhos são geralmente mais pictoriais que geométricos ou gráficos. Podendo ser realista ou impressionista.



“CRAZY QUILT” - A própria colcha de retalhos. Primeira técnica de patchwork que consiste em costurar arbitrariamente pedaços geométricos de todo tipo de tecido, para formar uma colcha. Na época vitoriana (1840 – 1900) essa técnica ficou sofisticada porque eram utilizados tecidos nobres ( cetim, seda, veludo, brocado etc.) e ornamentados nas junções com rendas, bordados, botões, lantejoulas etc. “Crazy” mesmo!


FAVO DE ABELHA – Hexágonos de tecidos de algodão de padrões variados são costurados. Na maneira inglesa estes são preparados individualmente com auxilio de um gabarito de papel para então serem costurados à mão ou à máquina. Na maneira americana os hexágonos de tecido são costurados dispostos em círculos em torno de um central lembrando flores. É difícil encontrar os cantos e ângulos sem ficar com um furinho. A maneira inglesa normalmente elimina esse problema.


“PAPER PIECING” – É uma excelente técnica para fazer patchwork rápido e com precisão. Principalmente as miniaturas. Utiliza-se uma base “foundation” desenhada e numerada. As costuras seguem a ordem numérica. Não precisa de gabaritos como no método tradicional.



SEMINOLE – A palavra vem dos índios Seminole da Flórida nos EUA. São faixas de tecidos de larguras diferentes e bem coloridos costurados. Estes são cortados para novamente serem costurados, dando um efeito e estilo único.




TRADICIONAL – Formas sempre geométricas. Formado de triângulos isósceles e quadrados cortados em tecido com ajuda de gabaritos, estes são costurados formando desenhos. As variações de possibilidades são infinitas! Este método exige muita precisão no corte e na costura.



TRIDIMENSIONAL – Usa quadrado de tecido de algodão estampado e colorido dentro de outro tecido base liso. Estes ficam abertos e o trabalho depois de pronto lembra vitral de uma catedral, daí o nome em inglês “cathedral window”.




“WATER COLOR” - O trabalho parece uma pintura de aquarela. Feito de quadradinhos de tecidos estampados e lisos. Dispostos em cima de uma entretela quadriculada como se fosse um mosaico de tecido, estes formam verdadeiras pinturas. Ótimo para fazer “panneau”.